28 de fev de 2011

20° dia - 28/02/2011

Trabalho realmente não combina com recuperação de cirurgia bariátrica.
O esquema da nutricionista de comer a cada 2 horas relamente fica difícil de cumprir quando conciliamos isto com o trabalho. Pelo menos o meu trabalho.
Tomei café apressado, misturando um suco de laranja pronto com o Nutren Active. Dali até a hora do almoço, nem água tomei. Cozinhei milho, tirei do sabugo, bati no liquidificador com leite e cozinhei com noz moscada, cebolinha e sal, ficando um creme de milho saboroso.
O problema foi quando eu o comi. Entalou. Sei lá se foi a velocidade ou se foi a falta de peneirar, mas a sensação de entalamento só percebi mesmo à noite. Na hora do almoço foi só um soluço mesmo. Interminável e doloroso no peito. Forcei vômito pela primeira vez após operado para tirar aquilo de mim e fazer o soluço parar. Saiu uma bola de muco que não entendi muito bem, mas o soluço parou.
Passei a tarde tomando água e fui tomar um iogurte light de morango à 19h.
Quando eram 21h resolvi fazer o creme de milho de novo, acreditando ter sido um evento isolado na hora do almoço.
Aí veio uma lembrança de uma sopa de milho de restaurante chinês que colocam ovo dentro da sopa. Fiz igual. Pra quê?
Entalei de verdade. Primeiro veio o soluço, aí a dor no peito e o mal estar. Forcei vômito de novo e saiu muito muco (estranho demais isso), aliviou um pouco. Voltou a doer e incomodar. Forcei de novo, e depois de novo até sair tudo logo de uma vez. Horrível.
Vou na psicóloga amanhã e conversar com ela e com o médico também, pra entender o que está acontecendo.
Resumo da ópera. Hoje foi dia de aprendizado e sem comida. O trauma é tanto que nem fome estou sentindo, e já são quase meia noite.
Queria ter ido à academia, mas a chuva hoje atrapalhou tudo, fora o sono de fraqueza que ando sentindo. Preciso de umas vitaminas e proteínas senão vai ficar estranha essa fraqueza daqui uns dias.
queria ter pesado também pra saber o que está acontecendo, já que só percebo a mudança de tamamnho no meu rosto e não no corpo, apesar de todo mundo dizer que estou emagrecendo.

19° dia - 27/02/2011

Acordei bem tarde hoje. Graças a Deus consegui dormir até meio-dia. Tomei um suco de manga de café-da-manhã, com nutren active, claro. O que me surpreendeu foi o tempo que demora para ser digerido. Fui almoçar lá pelas 3h e não coube nem duas colheres de caldinho de feijão. Entalou tudo e deu soluço. Joguei tudo fora. Tomei uma água e aguardei.
Fui comer lá pelas 7 da noite, caldinho de feijão batido com arroz cozido. Gostoso, mas os efeitos gasosos continuaram por muito tempo.
Hoje fiz um churrasco aqui em casa para a parte da família que come: todo mundo. Temperei coxinha de asa de frango com alho, alecrim, orégano, pimenta do reino, sal e vinagre. Deixei marinar enquanto preparava o resto dos itens a serem assados. Fiz o frango e a linguiça (toscana aurora) no espeto duplo, que assa melhor e por igual e é mais fácil de virar na churrasqueira do que na grelha. A Picanha fiz na grelha mesmo e depois fatiei no sentido perpendicular ao corte dos bifes (3cm de espessura) fazendo com que todos os pedacinhos ficassem com a gordurinha lateral.
Meia-noite a Joyce resolveu jantar um pãozinho de queijo e assou alguns. Comi dois mastigando tanto que os coitados dissolveram na boca. Delícia.
Estou tentando tomar água o máximo possível, mas tá difícil. Medo de uma infecção urinária.
Exercícios este final de semana, fora o passeio no shopping: zero! Vergonha...
É engraçado que eu na hora nem reparo na quantidade de coisas gostosas que ficam me rodeando, mas quando escrevo aqui e tenho que colocar imagens das comidas me dá vontade de comê-las. Psicodoido total.

27 de fev de 2011

18º dia - 26/02/2011

Acordar com um suquinho de laranja lima e o Nutren Active, delícia.
Dali fui arrumar o computador, fazer umas coisinhas aqui em casa e direto pro almoço. Fiz um feijãozinho bem gostoso, batido ainda, mas gostoso.
Aí veio uma série de episódios de fome que estou demorando pra entender a origem. Quando foi lá pelas 4h comi uma gelatina, às 6h um iogurte com calda de laranja e fomos ao Shopping. Chegando lá estava decidido, precisava de um café latte da Starbucks, e o melhor, eles têm adoçante de sucralose. Tomei um pouco mais da metade de um tall, ou seja, uns 250ml.
Fomos comprar entrada do cinema e o cheiro da pipoca realmente me fez ter água na boca, mas não cedia à tentação. Assisti o filme a seco. Aliás, estava parecendo o protagonista do filme "127 horas". http://www.127horas.com.br/
Saindo do cinema, a fome já estava de volta. Procurei na praça de alimentação algo que pudesse comer. Achei no America. Acredite se quiser. Tinham uma sopa creme de milho, que estava deliciosa, era batida e não coada, mas na falta de melhor opção foi ela mesma. Deu sede e pedi uma água. Tomei meia sopa e uns 50ml de água. Absurdo como não cabe mesmo. E eu não vou forçar.
Voltando pra casa estava tudo apagado. Um doido subiu numa torre de transmissão e a Eletropaulo desligou a região toda. Meia São Caetano, um pedaço de São Bernardo e de São Paulo. Veja aqui a notícia. Liguei pra minha mãe e estavam na rua também, fomos todos ao Frans Café, onde tomei um café com leite.
Acho que abusei um pouco no fim das contas, mas não deve ter passado de 600 calorias o total.

26 de fev de 2011

17º dia - 25/02/2011

O gás acabou. Literalmente, aqui em casa. Tive que sair correndo pra buscar mais no meio do cozimento de minha sopa (carne, beterraba, espinafre, salsão, mandioquinha, cebola, alho, cenoura e salsa). Estava fazendo também uma torta de frango para a Joyce. Tinha um peito de frango cozido e desfiado no freezer o que facilitou muito. Cozinhei com molho de tomate, temperei com salsinha, orégano, alho frito, pimenta do reino, sal e uma folhina de louro, que depois é tirada. No caso, usei tomate batido no liquidificador, o que demora mais pra cozinhar e fica mais ralo, se colocar extrato de tomate, tem que colocar 2 colheres de leite e uma de açúcar. Aí é untar a assadeira grande e funda e bater a massa no liquidificador: 1xc óleo, 3xc leite, 3 colheres de queijo ralado, 3 ovos, 1 pitada de sal, 3xc farinha trigo, 1 colher de fermento em pó. Bate bem pra ficar macia, coloca metade na assadeira, espalha o frango e cobre com o resto da massa. Deixa em fogo 200ºC até dourar na parte de cima do forno. Como é grande, depois de um tempo, abre só um pouquinho o forno para ver se está dourado no lado que fica no fundo do forno, aí tem que dar uma vira pra ficar igual.
Coisa boa ensinar a fazer comida em um blog de quem quer perder peso. Mas eu não tô nem aí. Gosto de cozinhar, comer o que faço é outra história. Profissional, não? kkkkkkk
Bom, passei o dia correndo atrás de uns pepinos que vem acontecendo durante a semana e hoje não podia ser diferente. Acabei só tomando uns 3 copinbos de água e mais nada. Fui tomar um Ades eram 19h. Fui pra academia e fiz meus 40minutos de esteira e pesei. Com os decidos descontos da balança doida da academia, estou com 121,5Kg. Acho que foi a ida ao banheiro após a sopa do almoço que aliviou muito. Fui jantar era quase meia noite, após voltar da minha sogra, onde provei um pedaço do queijo fresco que ela tinha comprado.

Tinha 1cm o pedacinho e mastiguei muito até os pedacinhos semi digeridos na boca descerem sozinhos e sumirem da minha boca. Não aconteceu nada, mas também não vou ficar testando limites. Vou manter o regime passado pela nutricionista que é mais garantido.

25 de fev de 2011

16º dia - 24/02/2011

Reunião com café da manhã é uma beleza nessa fase. Tudo quanto é tipo de enroladinhos e pãezinhos doces e eu só na água. Tomei um suco de pera com Nutren Active. Fui almoçar lá pelas 14h. Cozinhei feijão preto.

Me senti muito cheio apesar de ser a mesma quantidade de sempre, uns 200ml. Fui comer novamente lá pelas 19h quando tomei um gatorade fazendo esteira na academia.
Hoje foi um dia de politicagem, só na conversa com muita gente e resolvendo problemas de tudo quanto é jeito. Produtivo mas tem hora que enjoa.
Saímos da academia e fomos jantar com minha mãe e família em uma hamburgueria. Ali foi prova de fogo, já que este é o item do meus desejos ultimamente.

Ainda bem que tinham um milkshake de iogurte natural com frutas vermelhas, que coloquei um adoçante e deu pra tapear, até chegar em casa e jantar lá pela meia noite o feijãozinho de novo.
No banheiro travou tudo, amanhã vai ser sopa de legumes de novo pra ver se as fibras ajudam nessa matéria.

23 de fev de 2011

15º dia - 23/02/2011

Acordei para um dia daqueles, mas que gosto no final porque foi produtivo. Bati uma laranja lima espremida com melão e nutren Active. Sustentou bem e tinha fibras pra garantir a saída.
Fui para São Paulo, tirar cópia de Processo, tive que pagar guia e fui ao Banco do Brasil. Naporta tinha um senhorzinho espumando pela boca de tão nervoso. (Literalmente)

O segurança não deixava ele entrar de jeito nenhum e ficava rindo da cara dele e tomando um cafezinho. Não aguento ver essas coisas e fui em defesa do véio. Dei meu cartão pra ele e disse que se ele fosse processar o banco podia me colocar de testemunha. O velho olhou pra minha cara e continuou esbravejando com o Gerente do banco que havia chegado e agora comigo (sei lá porque). Aí eu vi que o tiozinho era surdo pra completar a história. Fiquei mais puto ainda com o segurança. Bom, paguei minha guia, peguei minhas cópias e fui embora pra São Caetano e fiquei durante uns 40 minutos no telefone no caminho pra casa e quando cheguei. Almocei o caldinho de feijão branco de novo e já tinha um cliente me esperando no escritório. Atendi-o e fui pra Fundação das Artes levar as cópias e decidirmos os próximos passos daquele processo. Resolvi mais um monte de outras coisas, fui para a Prefeitura, resolvi mais outros pepinos e fui pro Fórum dar andamento em processos, fazer as petições lá mesmo e deixar as coisas resolvidas. Tomei um suco de laranja natural na lanchonete do forum.

Deixei metade no copo de 400ml pq não cabia. Voltei pra casa umas 18h30 e fui pra academia. 40 minutos de esteira e resolvendo uma parceria entre a Academia Triathlon e a Fundação das Artes depois. Acho que por hoje era isso, não tava com saco de mais nada, e deixei uma reunião de Partido político marcada pras 20h para outro dia. Fui a uma temakeria alimentar minha esposa Joyce e comi um missoshiro com tofu (tirei a cebolinha).

Ahh..pesei na academia, após descobrir que a variação do real para o sobrenatural (peso daquela balança) é de 800gramas, então meu peso real hoje é de 122,3Kg. Na média por enquanto.

22 de fev de 2011

14º dia - 22/02/2011

Hoje foi tudo meio complicado, cheio de coisas erradas na alimentação. Calma, era só quanto aos horários, não fui pra churrascaria não. Acordei e fui apresentar o Circolo Italiano a um futuro parceiro, ou seja, pulei da cama e fui, tomando apenas uma água de coco e sem tomar os remédios. Chegando lá, na empolgação acabei tomando um cafézinho preto, bem forte e puro. Na verdade minha orientação nessa fase era apenas para tomar café diluído em leite desnatado, mas só lembrei depois de ter engolido.
Preciso ficar atento a esse tipo de empolgação senão posso acabar engolindo mais café sem nem perceber. Comidas sólidas eu sei que não vou engolir sem querer já que rola o medo ainda.
Pesei na balança analógica que tem no Circolo e marcou 123Kg. Essas balanças são as mais confiáveis, mas como estava com celular, tênis, camiseta e meias, descontei meio quilo na pesagem pra compensar, e considero 122,5Kg.
Voltei pra casa umas 11h30 e fui fazer o almoço. Terceira semana entrando,fiz um Feijão Branco cozido com batata picada em quadradinhos. Bati no processador e peneirei, ficando um caldo meio grosso delicioso. Mil vezes melhor que só os caldinhos.


Passado o almoço fui pra Fundação e fiquei só na água até ums 17h30, quando cheguei em casa e comi gelatina diet e antes de ir pra academia comi um iogurte com a calda de laranja, e tome água. 40 minutos de esteira e informando para mais gente sobre a operação e recebendo votos de apoio. Sempre bom.
Cheguei e tomei mais um caldinho de feijão de novo, e chega por hoje. Ah, pesei na academia e lá aparecia 123,8kg. Essa balança sempre está errada mesmo.

21 de fev de 2011

Segunda semana

Comecei a ir fazer esteira na academia, bem devagarinho.


O médico tirou os pontos no oitavo dia após a operação, no consultório dele mesmo, e disse que podia tirar a meia se estivesse fazendo minhas caminhadas de acordo, para evitar a trombose.
A dieta passou a contar com Ades zero, Nutren Active misturado a leite desnatado e iogurte desnatado também, o que ajuda muito.
Quando estou com muita fome, o caldo parece que não dá a devida sustância, aí eu troco este pelo iogurte de ordem e parece que segura mais a fome.
O truque que estou usando para o iogurte é o seguinte: comprar iogurte desnatado consistência firme e compota de doce para dietéticos. A compota vem com a calda do doce que não tem açúcar e esta eu jogo no iogurte e misturo. Comprei uma de laranja que é deliciosa. Quando acaba a calda do doce, é só colocar água com adoçante sucralose na panela e ferver um pouco com os pedaços da fruta que ficaram no pote da compota e a água pega o gosto de novo, volta pro pote e coloca na geladeira.
Esse final de semana fui para a Praia e fiquei na piscina um pouco, pra pegar uma cor mais saudável, já que essa falata de comida tira a cor da gente e parece que estamos doentes. Vale a pena pegar um sol de vez em quando, além do que ativa as vitaminas do corpo.
Estou voltando ao trabalho aos poucos, mesmo estando afastado (o médico deu 15 dias da operação no atestado), mas ficar em casa é muito chato pois a cabeça não distrai e você pensa muito em comida.
Hoje é segunda 21/02/2011, vou pra academia daqui a pouco e já comi uma gelatina pra segurar o corpo enquanto vou enfrentar uns 45 minutos de esteira na velocidade 4.0. É devagar, mas o médico disse que ainda não posso forçar, mas tenho que fazer.

Primeira semana

A primeira semana de um operado não é o Paraíso na Terra. No hospital sentia dores do lado esquerdo da operacão bem próximo a uma das incisões, o que descobri ser o local por onde entram pinças durante a operação e estas pegam bem em um nervo abaixo da costela que fica dolorido depois. Nada que um pouco de Tramal na veia não resolva. No segundo dia já passei para a dieta líquida, mas mesmo assim fiquei com o soro na veia e por onde entravam as medicaçōes, como antiinflamatórios, antibióticos, anestésicos e Dramin para evitar enjôo.
Tinha que caminhar todos os dias pelo corredor do hospital e várias vezes, o que doía apenas para entrar e sair da cama.

A Fisioterapeuta vinha duas vezes por dia para exercitar os pulmões com exercícios de respiração, evitando pneumonia.
Três dias internado, peguei minhas coisas e vim para casa, após a alta, claro.
Não colocaram sonda em mim, que geralmente serve para ver se está vazando alguma coisa dentro da cavidade abdominal se os pontos internos se soltarem e evitar um desastre maior. Mas no meu caso não colocaram sonda. Sei lá porque.
Em casa fiquei calminho nos primeiros dias, caminhando dentro de casa a maior parte do tempo, e tomando ainda as injeções de anticoagulante que minha sogra vinha me aplicar na barriga de manhã (4 dias).
Passei a tomar Dramin e Lisador apenas quando sentia enjôo ou dor, ou seja, não tomei mais. O Nexium (protetor do estômago) e o meu remédio pra Pressão Alta continuei tomando normalmente, ou seja, moído e dissolvido na água. Sabor horrível de amargo.
A dieta líquida ocorre a cada duas horas e no intervalo com consumo de água. É basicamente gatorade, água de coco, gelatina diet e o caldo de sopa (só o caldo).
Às vezes me pego imaginado comendo. Não pela vontade de mastigar, mas pela fome mesmo. Geralmente tenho vontade de coisas não saudáveis, como HotDog ou Hamburger ou Macarrão. Deve ser crise de abstinência de óleo e frituras.rs
Minha pele em compensação está maravilhosa. Tinha algumas espinhas na cara de vez em quando e está tudo lisinho agora.

17 de fev de 2011

A Operação - 08/02/2011

Operei no Hospital Professor Edmundo Vasconscelos, em São Paulo, pelo Dr. Paulo Regina, que realizou a Cirurgia de Fobbi/Capella em cerca de 3 horas, me enviou para observação para voltar da anestesia e depois ao quarto, já que não acharam que haveria risco por causa da minha Apnéia do sono, já que eu havia levado minha máquina de CPAP para o hospital. Sim, eu durmo com esta máquna desde Junho/2010 porque sou gordo.
A operação em si é complicadinha e foi feita por Vídeo Laparoscopia (6 furinhos na barriga).
Basicamente o estômago é cortado, ficando só um Estomagueto funcional e o Estomagão continua ali parado e alimentado, porém sem utilização. Uma alça e Y do intestino sobe e é ligado ao estomagueto, reduzindo a capacidade e a absorção.
Depois que fiquei sabendo porque eles precisavam que eu tratasse do H Pilori (bactéria cancerígena do Estômago), e era porque o Estomagão (agora inútil) fica ali dentro fechado e não dá pra acompanhar por endoscopia qualquer desenvolvimento de possível Câncer dentro dele pois o mesmo está fechado agora.
Os acontecimentos foram assim: Na sala de cirurgia encontrei o médico cirurgião e o anestesista e me puseram para dormir. Não vi mais nada. Acordei na recuperação, com dores na garganta pois havia sido entubado e com muita sede. A enfermeira molhava meus lábios com gotículas de soro, e só. Cheguei no quarto grogue e com dores na garganta, me doparam e apaguei. Acordava de vez em quando e pedia para molharem gaze com água e colocarem sobre meus lábios. Com o CPAP sempre ligado, dormi.
Acordei no outro dia.

DECISÃO DE OPERAR

Nasci em 1978 grande e cresci até os 4 anos de idade bem magro e esguio. À partir desta época, minha avó decidiu que eu precisava engordar e passou a me dar todos os tipos de abridores de apetites da farmácia, como Biotônico Fontoura, Solução Scotch, Óleo de Fígado de Bacalhau, etc. Além da doutrina de guerra de que não podia ser deixada comida no prato, que era pecado, que tinha gente passando fome no mundo, etc.. Acho que os medicamentos e a lavagem cerebral estão fazendo efeito até hoje.
Passei a infância gordo, a adolescência gordo e meus primeiros anos de adulto gordo. Mas saudável.
Em 2006, com 27 anos, pesando cerca de 120Kg, comecei a sentir desconfortos que posteriormente descobri serem decorrentes dos efeitos da Pressão Arterial elevada.
Nunca tive nenhum problema anterior decorrente do excesso de peso, sendo que meus exames de sangue sempre deram nos niveis normais, inclusive de glicose e colesterol. Pratiquei esportes esporadicamente durante toda minha vida, principalmente Musculação e Natação, sendo que ultimamente vinha cada vez mais faltando às aulas, mesmo que pagasse por elas.
Certo dia, após uma crise nervosa, sofri uma crise de Pressão Alta que me levou à Emergência do Hospital e tive que ser medicado e ficar em observação. O Médico do PS me disse para ir a um Cardiologista com urgência, senão poderia "ir pro saco" em breve, caso tivesse um infarto nessa idade.
Como o melhor incentivo para qualquer pessoa ir ao médico é o medo, e eu estava me cagando de medo naquele momento, eu fui. Fiz exame de Holster pedido pelo Cardiologista, e foi verificada que minha pressão arterial estava em média 15x10. Tinha 29 anos de idade, fumava quase 1 maço por dia, já trabalhava como advogado, e sentia grande prazer em comer e passava nervoso e pressões durante a maioria do dia. Obtido o diagnóstico, passei a tomar Micardis 40mg 1x ao dia para controlar a pressão. Lógico que o médico pediu para eu perder peso, mas como veria depois, todos os problemas que tive dali para a frente, fui orientado a perder peso, inclusive um início de calvice!?!?
O ronco ao dormir já incomodava minha esposa (namorada na época) e o otorrino que eu fui me disse que eu tinha que perder peso...hahahaha..novidade.
Conversei com uma amiga que havia feito a cirurgia de Fobi/Capella (que é uma espécie de Redução do Estômago, que pode-se ver aqui uma explicação reduzida: http://www.maciel.med.br/Arquivos/Paginas/Tecnica%20Capella.htm). Sempre achei que uma operação que abrisse a pessoa e cortasse um pedaço de dentro dela, seria apenas para casos em que a pessoa estivesse morrendo, e os demais seriam para aqueles que têm preguiça de malhar ou fazer regime.
Ledo engano. Conversando com ela pude ver que não se trata apenas de uma cirurgia que facilitaria o emagrecimento, mas sim uma modificação do corpo para que a pessoa não só possa fazer regime sem tomar remédios com anfetamina (que detonam o cérebro), mas que permitia que houvesse uma modificação forçada do meio de alimentação da pessoa. Tal modificação eu percebi de cara que era decorrente de duas coisas: 1)não cabe mais o mesmo tanto de comida e 2)se couber pode estourar tudo por dentro, o que gera MEDO. Aí sim estava a chave do negócio: o Medo!
Nunca tive medo de comer na vida. Fui incentivado desde pequeno a deixar o prato limpo, e com o tempo tive que aprender a comer rápido para não perder tempo, o que gerou grande companhia de bebidas durante as refeições (senão engasgava). Sempre testei meus limites gastronômicos, mesmo quando estava saciado, para saber se poderia comer mais, principalmente em rodízios e festas. Mesmo porque, eu já havia feito vários regimes e sempre perdi grande quantidade de peso em pouco tempo reduzindo a quantidade de alimentos ingeridos e aumentando a quantidade de exercícios.
O Problema foi quando mesmo reduzindo a comida e aumentando os exercícios o peso não diminuia mais. Ou seja, estava ficando mais velho e o metabolismo não respondia mais.
Suplementos como FatBurners à base de Efedrina podiam até fazer efeito, mas a Pressão Alta não deixava que eu tomasse tais medicamentos ou podia ter um treco.
Bom, decidi ir à clínica do médico que operou minha amiga e fui à GastroServ quando ainda era na Rua Conceição. Chegando lá descobri que meu plano de saúde Unimed não era aceito, mas mesmo assim fiz todos os exames que eles queriam, fiz acompanhamento psicológico e de nutricionista e estava determinado a operar, afinal estava com IMC=38,5 mas tinha a comorbilidade da Pressão Alta que permitia que eu fizesse a Redução de Estômago.
A vida deu suas viravoltas, a grana encurtou um pouco e eu entendi que aquilo pudesse ser um sinal para que eu tentasse mais uma vez fazer um regime com exercícios e esquecesse a operação. E assim o fiz. Reduzi meu peso e passei a conviver melhor comigo, indo à academia e vendo que aquilo era mesmo o melhor caminho. Pesei 110/115Kg mas estava indo à musculação e estava bem.
No inverno de 2008 comecei a deixar de ir tanto à academia e passei a comer mais em decorrência do frio. Parecia que tinha esquecido do passei e aumentei meu peso para 125Kg.
Em 2009 quando decidi casar, voltei a fazer dieta de novo, acompanhado pela Endócrino, que me receitou Anfepramona. Que beleza. Sem fome e indo à academia reduzi drasticamente meu peso e casei em Outubro de 2009 com 115Kg.
Já na Lua-de-mel comecei a comer tudo o que tinha vontade, afinal estava em Paris, um paraíso gastronômico, e no outono. O frio sempre ajudou a abrir o apetite, mas para este gordo aqui, era como se eu fosse ser eletrocutado e tivesse na frente a última refeição em todas as refeições e lanchinhos também.
Em Maio de 2010 estava com quase 130Kg, tive uma crise de dor nas costas e descobri que estava com Hérnia de Disco por causa do peso. Voltei à GastroServ determinado a operar. Tive que fazer diversos exames: Endoscopia com biópsia, Ultrassom do abdomen, Exames Cardiológicos e de Sangue completo, Polissonografia e de Função Pulmonar e outros que encheram uma pasta com cerca de quase 50 folhas de exames no fim das contas. Descobriram então que eu estava com: 1)Esteatose Hepática III (quase Cirrose) de tanta gordura no Fígado; 2)Apnéia do Sono com 86 eventos por hora de sono, ou seja, não dormia mais; 3) Refluxo Gástrico que causou Gastrite Crônica no Esôfago; 4)Continuava com a Pressão Alta; 5)Hérnia de Disco na L4-L5. E o melhor: tudo decorrente do sobrepeso.
A cirurgia era mais do que necessária, porém o Plano de Saúde não queria autorizar a cirurgia de forma alguma. Processei o Plano e consegui Liminar para operar apenas em Janeiro de 2011, mas aí já havia tido uma crise da Hérnia de Disco no Final do Ano que me levou de Ambulância ao PS. descobri depois que havia estourado outra Hérnia na L5-S1. Agora eram duas, doendo demais e só controlada com remédios muito fortes e também com Anti-depressivos.
Isso não era vida, de forma alguma.
Operei dia 08/02/2011.