1 de nov de 2015

4 anos e 9 meses depois

Já faz um tempo que não escrevo. Quanto à cirurgia, pouca coisa mudou para mim nesse último ano, a não ser a quantidade de amigos que fizeram a cirurgia e voltaram a ganhar peso (consideravelmente) e outros que já estão em situação de Obesidade Mórbida novamente.

Difícil entender como chegam a esse ponto, a não ser quando tentamos entender a mente humana.

O estômago nada tem a ver com o fato de a pessoa ser obesa ou não. Isso é fato. quem manda no corpo é a cabeça, e se essa não estiver pelo menos apta a mudar, não tem cirurgia que dê jeito.

Está pensando em fazer a redução de estômago? Conselho de amigo: trate a cabeça primeiro.

Eu fiz todos os exames, o pré-operatório e tudo mais, só faltando deitar na mesa para operar em 2009. Desisti porque não achava que estava pronto pra isso. Tentei emagrecer com reeducação alimentar, piorei minha situação com mais ganho de peso ainda, e só em 2011 fiz a cirurgia bariátrica.

Estabilizei mesmo com esses 91/92Kg, tendo sido operado com 132kg.

Alimentação continua cada vez mais adaptada, com dias que almoço/janto cerca de 450g de comida.

Adoro comer. Seleciono. Só isso. Como besteiras? Sim, o dia todo. Mas priorizo comida de verdade (Arroz, feijão e carne).

Na minha vida privada, muita coisa mudou. Mesmo!!!

Meu filho continua lindo! Agora com quase 3 anos, esperto que só! AMOOOO!!!


Meu casamento com a mãe do meu filho chegou ao fim. Casei de novo.

Iniciei também uma nova etapa na minha carreira profissional. Como advogado, passei agora a ajudar as pessoas com esclarecimentos sobre Planos de Saúde. Vou falar mais sobre isso em um post futuro (em breve). Mas se quiser ir conhecendo http://ieps.net.br